Domingo, 20 de Setembro de 2020
Brasil
27/08/2020 15:49:00
Feriado em Campo Grande ajuda e MS atinge maior taxa de isolamento do país

Midiamax/LD

Imprimir

Com feriado pelo aniversário dos 121 anos de Campo Grande, Mato Grosso do Sul foi o estado com maior adesão ao isolamento social registrado na quarta-feira (26). O isolamento é apontado por autoridades de saúde como a forma mais eficaz de combater o avanço do coronavírus, que causa a Covid-19.

Conforme dados da consultoria InLoco, o índice subiu 6% na data. Enquanto que na havia sido de 35,5% na terça-feira (25), subiu para 41,5% ontem. A taxa é similar da registrada no último sábado, por exemplo, que foi de 42,3%.

O número fez o estado ficar em primeiro no ranking do país, seguido pelos estados do Acre (39,79%), Ceará (38,86%) e Piauí (38,81%).

Desde o início da pandemia, o pico do isolamento social no estado foi no dia 22 de março, que registrou taxa de 62,6%, que foi o primeiro domingo após o fechamento de atividades não essenciais depois da primeira confirmação de coronavírus em Campo Grande.

Por que o isolamento é importante?

O cenário da pandemia é preocupante: há risco de colapso na saúde e o avanço da doença segue em ritmo acelerado – o de mortes também.

Não adianta esperar apenas o poder público adotar medidas para combater o coronavírus. Assim como em outros países e até estados brasileiros que já passaram por essa fase da pandemia, a colaboração de todos é fundamental para evitar mais mortes.

Crucial para quem pertence ao grupo de risco e importante para todos, o isolamento social é a medida mais eficaz para evitar um colapso da saúde, pois reduz a disseminação do vírus e permite que o sistema de saúde ganhe fôlego para atender a todos.

Faça sua parte:

Lave suas mãos com frequência. Use sabão e água ou um gel à base de álcool.

Mantenha uma distância segura de qualquer pessoa que esteja tossindo ou espirrando.

Não toque nos olhos, no nariz ou na boca.

Quando tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com o cotovelo dobrado ou um tecido.

Fique em casa e só saia se for extremamente necessário

Se você tiver febre, tosse e dificuldade para respirar, procure assistência médica. Ligue antes de sair.

Evite ir desnecessariamente a clínicas ou hospitais para permitir que os sistemas de saúde operem com mais eficiência, protegendo você e as outras pessoas.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias