Segunda-Feira, 15 de Julho de 2024
Cidades
08/06/2024 06:32:00
Crianças e idosos são as novas vítimas da dengue em Mato Grosso do Sul
Mato Grosso do Sul já registrou 23 óbitos e outros 13 permanecem em investigação

MMN/PCS

Imprimir

Uma menina de 8 anos, moradora de Itaquiraí; um idoso de 91 anos, morador de Aparecida do Taboado; e uma idosa de 74 anos, residente de Mundo novo, são as novas vítimas da dengue em Mato Grosso do Sul.

Os dados são da SES (Secretaria Estadual de Saúde), divulgados no boletim epidemiológico nesta quinta-feira (6). Duas das vítimas não tinham comorbidades relatadas.

Ainda conforme o levantamento da Secretaria, 23 óbitos foram registrados no estado só em 2024 e outros 13 permanecem em investigação.

As mortes por dengue foram registradas em Ponta Porã (4), Chapadão do Sul (3), Amambaí (3), Dourados (2), Laguna Carapã (2), Naviraí, Maracaju (1), Coronel Sapucaia (1), Paranhos (1), Sete Quedas (1), Mundo Novo (1), Iguatemi (1) e Aparecida do Taboado (1).

Casos prováveis

A distribuição dos casos prováveis por idade permanece maior entre a faixa etária de 30 a 39 anos (18,35% dos casos). Os adolescentes de 10 a 19 anos vêm em segundo lugar, representando 17,20% dos casos.

Conforme o novo boletim, Mato Grosso passa a registrar 10.358 casos confirmados, 494 a mais que no último levantamento, divulgado em 29 de maio. Vacinação

Mato Grosso do Sul recebeu 138.351 doses do imunizante. Desse total, 49.509 foram aplicadas.

A vacinação contra a dengue é recomendada para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, 11 meses e 29 dias, faixa etária que concentra o maior número de hospitalização por dengue, dentro do quadro de crianças e adolescentes de 6 a 16 anos.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias