Domingo, 20 de Setembro de 2020
Cidades
09/09/2020 14:59:00
Onda de calor eleva ainda mais as temperaturas em Mato Grosso do Sul

Correio do Estado/LD

Imprimir

O calorão que tem feito em Mato Grosso do Sul, com temperaturas acima de 40°C, deve ser intensificado ao longo da semana, com uma onda de calor.

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta, com grau de severidade de perigo, devido a esta onda de calor que atingirá os 79 municípios do Estado.

Conforme o alerta, temperaturas devem ter elevação de 5°C na média, pelo período de três a cinco dias.

Além disso, também estão vigentes alertas devido a baixa umidade relativa do ar, variando entre 20% e 12%.

Com pouca nebulosidade, sem previsão de chuva e a sem presença de ar frio de origem polar, os municípios irão esquentar mais e pode haver recorde de calor.

Conforme o Climatempo, além do sol forte, ventos quentes ganham força na média e baixa atmosfera e ajudam a aquecer o ar no Estado.

Em Campo Grande, há expectativa de recorde de calor nos dias 10 e 11 de setembro. A maior temperatura registrada na Capital neste ano foi de 37,5°C, em 31 de agosto.

Há várias semanas, Mato Grosso do Sul tem cidades no ranking entre as mais quentes do Brasil. Nesta terça-feira (9), Água Clara teve a maior temperatura do Estado e a 15ª maior entre todas as cidades do País, de 39,2°C.

Quanto a umidade relativa do ar, quatro cidades entraram no ranking das mais secas, sendo Costa Rica, com 11%, e Água Clara, Cassilândia e São Gabriel do Oeste, com 12%.

Previsão do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) para a semana é de calor e tempo seco.

Umidade do ar estará alta durante a madrugada e manhã, mas cai consideravelmente durante a tarde, os índices podem variar entre 90% a 10%, considerado estado de emergência a saúde pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias