Domingo, 27 de Maio de 2018
Cidades
10/05/2018 18:41:00
Povoado onde menina estudava com lanterna recebe luz após 6 anos
Carnaíba do Sertão, distrito de Juazeiro, no norte da Bahia, teve instalação de energia em abril deste

G1/PCS

Imprimir
Jovem estudava com laterna no ombro por conta da falta de energia em Carnaíba do Sertão (Foto: Reprodução/TV São Francisco )

As famílias do distrito de Carnaíba do Sertão, no município de Juazeiro, no norte da Bahia, receberam a instalação de energia elétrica no povoado em abril deste ano. Eles ficaram 6 anos sem o serviço.

De acordo com a Companhia Baiana de Energia Elétrica (Coelba), concessionária responsável pela distribuição de energia no estado, o serviço começou a ser instalado, após solicitações dos moradores, a partir do dia 9 de abril. A Coelba informou, ainda, que o projeto de instalação de energia elétrica deve ser concluído no mês de junho e contempla outras cinco famílias.

Desde que a luz passou a iluminar os imóveis, a vida da estudante Tawany de Jesus mudou, já que para fazer as atividades da escola, ela precisava apoiar uma lanterna no ombro por cerca de uma hora e meia. Com a instalação da energia, Tawany "aposentou" a lanterna e pode se dedicar mais a leitura.

"Era sacrifício estudar quando não tinha luz. Aqui ficou muito melhor com luz. Quando não tinha energia eu ficava com as costas doendo, eram ruim demais", contou a menina.

Morar no povoado de Carnaíba do Sertão não era difícil apenas para Tawany, os eletrodomésticos da casa da família da pensionista Alzira de Jesus ficavam todos guardados em caixas cheios de poeira. Com a instalação da energia, toda a família dela assiste televisão, pode usar o liquidificador e beber água gelada.

Apesar da instalação da energia só ter sido feita em abril deste ano, as famílias do povoado destacaram que já tinham pedido a instalação da energia há seis anos.

Apesar da instalação elétrica ter começado, cerca de 40 moradores contaram que não tiveram a alegria de ver a luz chegar em casa. É o caso de Antônio Souza, disse ter puxado energia da casa de um vizinho.

Sobre o caso de Antônio e dos demais moradores, a Coelba informou que em visita técnica na região, não foram localizadas as demais residências que solicitaram a instalação de energia. Diante da situação, a empresa pede que as famílias enviem o número de protocolo dessas solicitações para que a companhia identifique o pedido.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias