Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018
Ciência e Saúde
05/10/2018 07:39:00
Campanha de vacinação antirrábica imuniza mais de 8 mil animais em Coxim

Da assessoria/LD

Imprimir
Foto: Divulgação Assessoria

Mais de 6.500 cães e mais de 1.300 gatos foram vacinados contra a raiva durante a campanha de Vacinação Antirrábica 2018 que aconteceu no sábado, dia 29 de setembro, desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde.

A vacinação contra a raiva é importante por ser a única forma de prevenção da doença, já que que a raiva não tem cura. A médica veterinária Adriana Haidar, coordenadora do Controle de Zoonoses, conta que a meta da campanha foi atingida e os animais estão imunizados. “A campanha foi um sucesso, a meta foi atingida. Vacinamos mais de 85% dos cães e mais de 88% dos gatos”, afirma.

A campanha aconteceu na área rural e urbana, em junho e em setembro, com visitas da equipe da Coordenação de Controle de Zoonoses de Coxim na zona rural, incluindo o Pantanal, para vacinação dos animais e trabalho das equipes da Secretaria de Saúde na cidade.

Segundo Adriana, o trabalho realizado pela equipe foi fundamental para o sucesso da campanha. “É importante salientar e agradecer a participação dos agentes comunitários de saúde, dos agentes de controle de endemias, a equipe da Secretaria de Saúde, da Vigilância Sanitária, os voluntários que sempre nos ajudam, os diretores das escolas que cedem o espaço para fazermos a vacina e todos que colaboraram para que essa campanha acontecesse e fosse um sucesso”, afirma.

Na zona rural, que inclui o Pantanal, foram vacinados 1713 cães e 333 gatos. Na área urbana, foram imunizados 4757 cães e 1046 gatos. No total, foram 8059 animais vacinados.

A vacina contra a raiva deve ser aplicada em cães e gatos a partir do terceiro mês de vida. A raiva é causada por um vírus que acomete mamíferos, como cães e gatos, bois, cavalos, porcos, morcegos. Também pode ser transmitida aos humanos por meio de mordidas, arranhões e unhadas. Coxim não registra casos de raiva há mais de 30 anos. Aqueles que não conseguiram levar os animais de estimação podem procurar o Centro de Controle de Zoonoses.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias