Quarta-Feira, 29 de Maio de 2024
Ciência e Saúde
19/04/2024 09:57:00
Governo de MS cria comitê de saúde para monitorar doenças infecciosas

CGN/LD

Imprimir

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) criou o Comitê de Monitoramento de Eventos, levando em consideração o registro e a percepção de mudanças na ocorrência das doenças infecciosas e na dinâmica de transmissão de seus agentes. As atribuições foram publicadas nesta sexta-feira (19), no Diário Oficial do Estado.

A publicação considera também a ocorrência de um número crescente de agravos inusitados, situações de emergências epidemiológicas de natureza infecciosa, de doenças emergentes e reemergentes.

A SES também vê como necessário o setor de saúde estar preparado com recursos humanos, técnicos e financeiros para enfrentar “desastres”.

O objetivo é identificar as áreas de risco, as ameaças, as vulnerabilidades e os recursos para estabelecer medidas que possibilitem a redução das infecções. Além de também conhecer, analisar dados e informações estratégicas e validar a identificação precoce de situações de emergência em saúde pública.

search Mais lidas Últimas notícias

Cidades

Governo de MS cria comitê de saúde para monitorar doenças infecciosas Municípios serão auxiliados na elaboração de Plano de Prevenção, Preparação e Resposta dos riscos de doenças

Por Izabela Cavalcanti | 19/04/2024 09:45

ouça este conteúdo readme playcircleoutline 1.0x

Paciente internado por covid no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (Foto: Arquivo/Campo Grande News) A SES (Secretaria Estadual de Saúde) criou o Comitê de Monitoramento de Eventos, levando em consideração o registro e a percepção de mudanças na ocorrência das doenças infecciosas e na dinâmica de transmissão de seus agentes. As atribuições foram publicadas nesta sexta-feira (19), no Diário Oficial do Estado.

PUBLICIDADE

A publicação considera também a ocorrência de um número crescente de agravos inusitados, situações de emergências epidemiológicas de natureza infecciosa, de doenças emergentes e reemergentes.

A SES também vê como necessário o setor de saúde estar preparado com recursos humanos, técnicos e financeiros para enfrentar “desastres”.

O objetivo é identificar as áreas de risco, as ameaças, as vulnerabilidades e os recursos para estabelecer medidas que possibilitem a redução das infecções. Além de também conhecer, analisar dados e informações estratégicas e validar a identificação precoce de situações de emergência em saúde pública.

PUBLICIDADE

Também tem como intuito propor atividades de resposta coordenada às situações de emergência em saúde pública; promover a integração das ações das unidades que compõem a vigilância em saúde; e auxiliar os municípios na elaboração de Plano de Prevenção, Preparação e Resposta para a gestão dos riscos associados às doenças.

A Coordenação do Comitê de Monitoramento de Eventos e de Saúde em Desastres da CVSAT (Coordenadoria de Vigilância em Saúde Ambiental e Toxicológica) será de responsabilidade do CIEVS (Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde) e da própria CVSAT.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias