Sexta-Feira, 7 de Agosto de 2020
Ciência e Saúde
13/07/2020 14:18:00
Justiça indefere pedido da Defensoria e restrições de entrada em Coxim são mantidas

Sheila Forato

Imprimir

Poucas horas depois que o prefeito de Coxim, Aluzio São José (PSB), anunciou as novas medidas de combate a pandemia por Coronavírus (Covid-19), na semana passada, a Defensoria Pública entrou com mandado de segurança para impedir as restrições de entrada impostas à visitantes.

Nesta segunda-feira (13), o juiz da 2ª Vara de Coxim, Bruno Palhano Gonçalves, não conheceu o pedido e indeferiu o recebimento da petição inicial, declarando extinto o processo sem resolução de mérito. Com isso, ficam mantidas as restrições de entrada de visitantes em Coxim no período de lockdown.

Foto: PC de Souza

Nas barreiras sanitárias, implantadas em três entradas, os trabalhadores estão orientados a não permitir a entrada de moradores de outras cidades entre as 22 horas de sexta-feira e as 5 horas de segunda-feira, por tempo indeterminado. Entretanto, caso o visitante comprove a necessidade sua entrada pode ser liberada, após avaliação da equipe.

A segurança das barreiras é feitas por militares do Exército. Esporadicamente, a Polícia Militar também presta apoio aos trabalhadores e voluntários que se revezam 24 horas nos três pontos. As autoridades sanitárias pedem que os moradores de Coxim não auxiliem na entrada de quem mora em outro município.

Dias atrás, o secretário de Saúde, Franciel Oliveira, denunciou essa prática numa live no Facebook. Moradores de Coxim estavam pegando pessoas as margens da BR-163 e colocando para dentro da cidade. É que em veículos com placas de Coxim os visitantes podem entrar despercebidos.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias