Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024
Ciência e Saúde
09/02/2024 08:51:00
Vacina da dengue: quem pode tomar e para quem é contraindicada
A iniciativa do Ministério da Saúde beneficia jovens de 10 a 14 anos, que receberão a imunização gratuita em 521 cidades com alta incidência da doença

NM/PCS

Imprimir

Em um marco histórico na luta contra a dengue, o Brasil se tornou o primeiro país do mundo a oferecer a vacina Qdenga no sistema público de saúde. A iniciativa do Ministério da Saúde beneficia jovens de 10 a 14 anos, que receberão a imunização gratuita em 521 cidades com alta incidência da doença.

A vacina Qdenga é segura e eficaz para pessoas de 4 a 60 anos, incluindo quem nunca teve dengue. Essa é uma grande vantagem em relação à vacina anterior, a Dengvaxia, que só era indicada para quem já havia sido infectado pelo vírus.

A decisão do Ministério da Saúde é crucial em um momento crítico. O Brasil enfrenta um aumento expressivo nos casos de dengue:

Mais de 120 mil possíveis infecções em análise nas primeiras semanas de 2024.

12 mortes confirmadas pela doença.

Aumento de 15,8% nos casos em 2023 em comparação com 2022.

Na primeira fase da campanha de vacinação, o foco estará em proteger os jovens mais suscetíveis à doença. A procura pela vacina Qdenga em clínicas particulares é alta, mas a farmacêutica Takeda está priorizando o fornecimento ao SUS neste momento.

A vacinação é uma importante ferramenta na luta contra a dengue, que causa sofrimento e perdas irreparáveis. A iniciativa do Ministério da Saúde representa um passo fundamental para proteger a população e controlar a doença.

Quem pode se vacinar?

Jovens de 10 a 14 anos em 521 cidades com alta incidência de dengue. Pessoas de 4 a 60 anos (em breve, após a fase inicial da campanha).

Contraindicações:

Gestantes. Lactantes. Pessoas com alergia a algum componente da vacina. Sistema imunológico comprometido ou condição imunossupressora.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias