Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019
Comportamento
21/01/2019 17:40:00
Airbnb pagará para 4 pessoas viverem em vilarejo italiano
Experiência tem como objetivo revitalizar centro histórico

ANSA/PCS

Imprimir

A plataforma de hospedagem Airbnb está promovendo um concurso para patrocinar a ida de quatro pessoas a um pequeno vilarejo na Itália chamado Grottole.

A ação funciona como um pedido de ajuda para resolver a crise de moradia da cidade, que conta com mais de 600 casas vazias, 300 habitantes e grande risco de desaparecer.

Os candidatos selecionados serão voluntários da "Wonder Grottole", uma organização local que tem o objetivo de revitalizar o centro histórico do vilarejo. A experiência terá duração de três meses, entre junho e agosto deste ano, e receberá inscrições até 17 de fevereiro. Os vencedores serão anunciados em 29 de março.

Para participar, basta preencher um formulário no site do projeto "The Italian Sabatical". Entretanto, é preciso ser maior de idade e residente nos seguintes países: Estados Unidos, México, Argentina (exceto Mendoza), Itália, Reino Unido, Irlanda, Alemanha, França, Espanha, Portugal, Holanda, Austrália, Canadá (com exceção de Québec), Índia ou Japão.

Os selecionados trabalharão durante três meses, em parceria com a ONG, e a experiência ainda permitirá uma imersão no vilarejo italiano e a descoberta da língua, hábitos e costumes de Grottole. Saber italiano não é requisito, mas é importante ter inglês intermediário para conversação.

Entre as atividades programadas no programa "The Italian Sabatical" estão aulas de italiano e de culinária e ajudar a comunidade na plantação de vegetais, aprendendo as tarefas com os fazendeiros locais. Os vencedores experimentarão a autêntica vida rural italiana em Grottole, na Basilicata, sul do país.

"Nosso sonho é repovoar o centro histórico de Grottole", afirmou Silvio Donadio, fundador da Wonder Grottole.

"Em 10 anos, gostaríamos de ver o vilarejo cheio de gente de diferentes culturas, perfeitamente integradas com a comunidade local", concluiu.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias