Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Comportamento
30/10/2019 10:40:00
Facebook é acusado de ser um "megafone para o ódio"
Os responsáveis do grupo de defesa dos direitos humanos Avaaz fizeram duras críticas contra a rede social

NM/PCS

Imprimir

A organização para a defesa dos direitos humanos Avaaz publicou um relatório onde afirma que o Facebook se tornou um “megafone para o ódio”, apontando para a perseguição que tem sido incitada na região de Assam, na Índia, a muçulmanos.

“O Facebook está sendo usado como um megafone para o ódio, apontando diretamente às minorias vulneráveis de Assam, muitos dos quais podem ficar sem nenhum apoio em questão de meses. Apesar do claro e atual perigo vivido por estas pessoas, o Facebook recusa-se a dedicar recursos necessários a mantê-los salvos. Através da sua inação, o Facebook é cúmplice da perseguição a algumas das pessoas mais vulneráveis do mundo”, afirmou uma das responsáveis pelas campanhas da Avaaz, Alaphia Zoyab.

O relatório da organização aponta para a presença de mensagens no Facebook contra os muçulmanos de Assam como “porcos”, “terroristas”, “cães”, “estupradores” e “criminosos”, indicando que 800 delas foram compartilhadas mais de cem mil vezes e foram vistas pelo menos 5.4 milhões de vezes na rede social. O Facebook não teria feito nada para acabar com o discurso de ódio.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias