Domingo, 18 de Novembro de 2018
Comportamento
04/02/2018 07:47:00
Sítio que seria de Lula tem cofre ‘maior do que piscina’?
Notícia falsa que circula na internet atribui a informação ao caseiro da propriedade, Elcio Vieira. Ele, de fato, depôs à PF, mas não citou nenhum cofre

Veja/PCS

Imprimir
O sítio Santa Bárbara, em Atibaia, que é investigado na Lava Jato (Foto: Jefferson Coppola)

Condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em segunda instância, no processo da Operação Lava Jato que trata do caso do tríplex do Guarujá (SP), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu e será julgado em outras cinco ações penais. Uma delas, referente ao sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), supostamente reformado por empreiteiras ao custo de 1 milhão de reais, é o mote de uma notícia falsa que circula na internet.

Segundo o boato, o caseiro do sítio, Elcio Pereira Vieira, prestou um depoimento à Polícia Federal (PF) em que ele teria relatado a construção de um “imenso cofre” na propriedade. A lorota foi publicada em blogs sem credibilidade alguma, como o Jornal do País.

Veja abaixo:

Uma nova bomba está por explodir no colo do ex-presidente Lula. É que o caseiro do sítio de Atibaia, Elcio Pereira Vieira revelou em recente depoimento a Polícia Federal que durante as reformas no sítio que serviram para adequar o imóvel às necessidades do ex-presidente Lula, um imenso cofre de concreto “muito maior que uma grande piscina” foi construído nos fundos do sítio**. Segundo Elcio, um dos construtores explicou que “aquilo ali”, serviria para o ex-presidente guardar seus presentes. O caseiro teria declarado aos agentes da PF que achou estranho um local tão grande e profundo servir só para essa finalidade. O caseiro também falou que o “cofre” é camuflado com grama e farta vegetação. “Achei aquilo parecido com um desses esconderijos que agente vê nos filmes de guerra ou um cofre para guardar dinheiro igual ao do Tio Patinhas”. A Polícia Federal deve autorizar em breve a escavação do lugar.

Fonte: Luiz Solano – Repórter do Planalto

Elcio Pereira Vieira, mais conhecido como Maradona, é, de fato, caseiro do sítio de Atibaia e trabalha lá desde 2001. Antes de entrar no mérito do tal “depoimento” dele, cabe seguir aqueles passos que, logo de cara, já ajudam o leitor a perceber que se trata de uma notícia falsa. Uma breve busca pelo assunto mostra que ele só foi publicado por blogs, digamos, suspeitos. Não há registro na imprensa profissional da notícia.

Esta lorota, além disso, tem uma fonte indicada. Seria Luiz Solano, que existe e é jornalista em Brasília. Solano, contudo, não publicou nada a respeito da suposta “bomba”. Questionado por um internauta em uma postagem em seu perfil no Facebook, ele negou ser o autor da “informação”.

Dito isso, vamos à análise do único depoimento de Maradona à Polícia Federal de que se tem notícia até o momento. A oitiva do caseiro se deu no dia 4 de março de 2016, quando a PF deflagrou a 24ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Aletheia, que mirou o ex-presidente Lula.

Aos investigadores, o caseiro confirmou que Lula foi “muitas vezes ao sítio” com sua família, mas não citou em nenhum momento um “cofre de concreto muito maior que uma grande piscina”. O trecho do depoimento dele que mais se aproxima disso trata de um “depósito” ao lado da casa do próprio Maradona, onde foram alocadas “várias caixas de papelão” com pertences de Lula. O material chegou à propriedade depois que o petista deixou a Presidência da República, em 2011. Como se vê abaixo, nada de cofre construído nos fundos do sítio:

Foto: Reprodução

Quando questionado sobre obras no sítio, Maradona também não citou a construção de nenhum cofre de concreto. Ele se limitou a dizer aos investigadores que “foi construída mais uma edificação com quatro quartos atrás da residência principal” e que “não sabe dizer se havia alguma empresa responsável pela obra, não sabendo afirmar detalhes sobre onde os trabalhadores dormiam”. O caseiro também confirmou ter havido reforma na cozinha da sede da propriedade, “que antes era pequena e foi ampliada”.

Em outro momento, Elcio Vieira cita a instalação, em 2012, de um gerador no sítio, localizado atrás de sua casa, e, em 2014, de uma “estação de tratamento sanitário”.

Como se vê, essa é apenas mais uma lorota que circula na internet e mira Lula.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias