Sexta-Feira, 20 de Setembro de 2019
Cultura
02/09/2017 08:46:00
Advogados acionam Justiça para descobrir patrocinadores de filme da Lava Jato

Mônica Bérgamo

Imprimir

Os produtores de "Polícia Federal - A Lei é Para Todos" vão enfrentar questionamentos na Justiça sobre o mistério que cerca os patrocinadores do filme. O Sindicato dos Advogados de SP entrará com ação exigindo a apresentação dos nomes.

URNA "Essa questão está obscura e nossos associados, que defendem réus da Lava Jato, estão preocupados porque as pessoas são apresentadas como culpadas antes mesmo do julgamento final de seus processos. Será que os patrocinadores são de empresas que prestam serviços públicos? Há algum interesse eleitoral nesse filme?", questiona Aldimar de Assis, presidente do sindicato.

ZÍPER Os produtores mantêm a decisão de não revelar quem financiou o filme, que custou R$ 16 milhões. Dizem apenas que os patrocínios vieram de pessoas físicas e não de empresas. E que elas não respondem a processo por corrupção.

HORA CERTA O advogado Rodrigo Tacla Duran, que escreve um livro com acusações à Odebrecht e à Lava Jato, marcou nova data para depor por videoconferência à Câmara: 26 de setembro.

SEGREDO O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), decretou sigilo absoluto em ação movida por advogados da JBS pedindo que os áudios em que Joesley Batista conversa com seus advogados não sejam divulgados em hipótese alguma.

TÔ TENSO Os áudios estavam no gravador que Joesley usou para registrar conversa dele com Michel Temer em maio, em Brasília. Ele tinha apagado os diálogos com os advogados, mas a Polícia Federal recuperou quase tudo.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias