Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2019
Educação
12/02/2019 09:13:00
IFMS diploma primeiros técnicos do Campus Dourados

Da assessoria/LD

Imprimir

“Vocês acabam de escrever seus nomes na história da instituição”. Foi com essa saudação que o reitor do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Luiz Simão Staszczak, abriu a primeira diplomação de técnicos da história do Campus Dourados. A cerimônia foi realizada no último dia 7, no município.

Foram diplomados 28 concluintes do curso técnico integrado em Informática para Internet. A diplomação foi presidida pelo reitor do IFMS, Luiz Simão Staszczak.

“Aqui em Dourados, temos histórias de jovens que não acreditavam que poderiam ser programadores mesmo antes de ingressarem em um curso superior, e hoje têm projetos aceitos por diversas empresas, demonstrando como o conhecimento obtido no IFMS, aliado às suas potencialidades, os tornaram aptos para o mundo do trabalho”, afirmou o reitor.

Nos cursos técnicos integrados ao ensino médio, o estudante cursa as disciplinas regulares junto com as disciplinas específicas da formação técnica.

“Grande parte dos jovens que ingressam em um curso técnico vislumbra o vestibular, mas ao conhecer o IFMS percebe que ele pode ser o protagonista de sua formação desde o ensino médio, pois em nossa instituição são oferecidas oportunidades que passam pela iniciação científica, extensão tecnológica e, finalmente, o estágio, o que abre as portas para o primeiro emprego”, explicou Staszczak.

Esse é o caso da mais nova técnica em Informática para Internet, Júlia Lira. No IFMS, as dificuldades da jovem se transformaram em motivação, o que a levou a ser contratada pela empresa onde realizou o estágio.

"Apesar de sempre ter gostado de temas relacionados à informática, tive dificuldades em algumas das disciplinas técnicas e, por isso, passei a me dedicar mais. Essa dedicação se transformou em um maior interesse pela área da programação”, explicou a técnica.

No último ano do curso, Júlia conseguiu um estágio em uma agência de publicidade. Ao final, foi contratada pela empresa que, segundo ela, se interessou em aspectos de sua formação desenvolvidos no Instituto Federal.

“São habilidades que só foram aprimoradas graças ao IFMS, como o trabalho em equipe, minhas formas de me expressar em público, defender as ideias, de me portar no trabalho. Digo que estou formada não apenas em uma área técnica, mas recebi uma formação humana que vou levar para toda a vida”, afirmou Júlia.

A jovem não se acomoda e quer seguir os estudos. “Tenho planos de seguir me aperfeiçoando em design, que é uma das áreas do técnico em informática para internet, e também estudando programação, e principalmente, seguir desenvolvendo tudo o que aprendi neste curso”, finaliza.

Vocação

O coordenador dos cursos do Eixo Tecnológico Informação e Comunicação, Pesquisa e Extensão do Campus Dourados, professor Sérgio Sass, explica que o curso está cada vez mais inserido nos arranjos produtivos locais, sendo bem visto e recomendado pelas iniciativas pública e privada do município.

“As empresas têm nos procurado para ofertar empregos, estágios e oportunidades, pois nossos estudantes se destacam em feiras de tecnologia, desenvolvimento de projetos e na atuação em seus estágios”, disse o coordenador.

Se alguns dos estudantes formados já estão empregados na área, outros verticalizam a formação com o ingresso em cursos superiores na área. É o caso da técnica Isabela Batarce.

“Não gostava da área, mas o interesse foi surgindo conforme eu fui cursando e descobrindo todas as possibilidades, principalmente pelas oportunidades de ter participado da iniciação e feiras científicas, que foram experiências maravilhosas, onde pude trocar conhecimentos, impressões, ideias com outros estudantes e professores”, afirmou.

A jovem passou em vestibulares nas áreas de Engenharia de Software e Sistemas de Informação, e ainda aguarda resultados de outras provas.

Isabela relembra que sempre encontrou apoio nos familiares e servidores para conseguir concluir o curso. “Foram três anos muito proveitosos, mas também muito difíceis, e sempre que pensei em desistir tive professores que me incentivaram e também outros servidores que compõem o Instituto Federal”, agradeceu a profissional.

Inserção

O Campus Dourados do IFMS está localizado no bairro Canaã I, onde reside o agora técnico em Informática para Internet, Jean Ribeiro. Na visão dele, a presença da instituição no bairro abre possibilidades de crescimento para jovens que, muitas vezes, estão expostos a situações de vulnerabilidade social.

“Fui o primeiro estudante do bairro a entrar no IFMS e percebo diversos outros ingressando nos cursos. No Instituto Federal, os jovens têm a oportunidade de crescer, de sonhar”, destacou o técnico, que é também poeta e rapper.

Jean não tem planos de seguir como técnico em Informática para Internet. Está focado em investir na carreira artística, o que segundo ele só se tornou possível graças ao IFMS.

“Nos Festivais de Arte e Cultura eu pude expressar minha arte, minhas músicas e poemas, as pessoas começaram a gostar, demonstrar interesse, e hoje já tenho até um CD lançado”, contou Jean.

O jovem destaca que a formação humana oferecida pelo Instituto Federal será levada por toda a vida. “Nossos professores nos incentivam a pensar de forma crítica, para que sejamos cidadãos conscientes”, explicou o jovem, que também planeja ingressar em um curso superior na área de História.

Diplomação

O evento de diplomação ocorreu no auditório da Unigran. Também estavam presentes o diretor-geral do Campus Dourados, Carlos Vinícius Figueiredo, além de gestores e docentes.

O diretor-geral expressou toda a satisfação pela primeira diplomação do campus. “O sentimento é de dever cumprido, pois mesmo com as dificuldades enfrentadas por esta primeira turma, formam-se excelentes profissionais e cada qual seguirá seus sonhos amparados por toda a formação que lhes foi proporcionada”, enfatizou.

A cerimônia contou ainda com o juramento feito pela concluinte Isabela Batarce, o discurso da oradora Camila Montecino e agradecimentos a todos os docentes que passaram pelas salas de aula com a turma.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias