Terça-Feira, 25 de Junho de 2019
Educação
31/12/2018 12:16:00
MS tem quatro das piores faculdades do país, segundo MEC
Dados do Ministério da Educação avaliam instituições em notas de 1 a 5; estado tem quatro representantes na lista das 278 piores

CGNews/PCS

Imprimir
Corredor central da UFMS, uma das universidades mais bem avaliadas em MS (Foto: Paulo Francis)

Mato Grosso do Sul tem quatro universidades na lista das piores instituições de ensino superior do país, de acordo com o MEC (Ministério da Educação). Na avaliação, as unidades receberam notas abaixo de 2 em uma escala de 1 a 5.

Ao todo, foram avaliadas 26 instituições de todo o estado que cumpriram com os pré-requisitos básicos estabelecidos pelo ministério. A que teve a menor do estado nota do IGC (Índice Geral de Cursos) foram as Faculdades Integradas de Cassilândia, com nota 1,3132.

O índice é calculado com base na nota dos alunos da graduação, que fizeram a prova do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes), a dos alunos de pós-graduação, se a faculdade disponibilizar e na distribuição dos alunos nesses cursos. A instituição que tem nota inferior a 2 não poderá abrir novas turmas.

Outra faculdade que teve nota insatisfatória foi a Salesiana Santa Teresa, de Corumbá, com média 1,8757. A faculdade Batista Ana Wollerman, de Dourados, também recebeu uma avaliação ruim, com nota de 1,8977.

A quarta instituição com a pior nota é a FCG (Faculdade Campo Grande), que recebeu 1,9358 de média nos conceitos do MEC.

As melhores – No estado nenhuma universidade atingiu a nota máxima no parâmetro, mas duas foram classificadas como ótimas, são elas a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e a Unigran (Universidade da Grande Dourados). Elas atingiram, respectivamente, 3,1910 e 3,1356 de média, se enquadrando na faixa dos quatro pontos.

A UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) também teve um desempenho dentro do desejável, mas ainda assim ficou dentro da faixa dos três pontos, com média de 2,9001.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias