Domingo, 23 de Setembro de 2018
Educação
28/05/2018 08:24:00
Por falta de combustível, prefeitura de Coxim suspende transporte escolar
Município estocou um pouco de combustível, mas está priorizando ambulâncias e lixo

Sheila Forato

Imprimir
Foto: PC de Souza

Nesta segunda-feira (28), a prefeitura de Coxim não fez o transporte escolar de alunos, tanto da rede municipal quanto estadual. Segundo a secretária de Educação, Raquel Singh, os ônibus não tem combustível suficiente para atender a demanda.

Coxim ficou sem combustível, principalmente gasolina, por quase 48 horas devido a paralisação dos caminhoneiros, que já dura uma semana. Neste domingo (27) chegou combustível em três postos da cidade, mas, já está quase acabando.

Mesmo que tenha chegado um pouco de combustível na cidade o abastecimento de veículos da prefeitura emperra na burocracia. Desde quinta-feira (24) a prefeitura conseguiu “estocar” um pouco de combustível, mas, está priorizando ambulâncias e lixo, pois, são serviços que não podem parar.

Quanto ao transporte escolar, a secretária de Educação deve se reunir com sua equipe ainda hoje para definir a situação de terça e quarta-feira, pois quinta é feriado e sexta deve ser ponto facultativo.

Um dos proprietários de postos de combustíveis informou ao Edição MS que, mesmo se a paralisação acabar hoje, a situação deve levar pelo menos cinco dias para normalizar, pois as distribuidoras também estão sem combustível.

A chamada grande imprensa tem divulgado vários “acordos” entre o presidente Michael Temer (MDB) e a categoria, mas, a paralisação entrou no oitavo dia. Conforme o Sindicam-MS (Sindicato dos Caminhoneiros de Mato Grosso do Sul), os pontos de bloqueio continuam em todo o estado, com quase 20 pontos em rodovias federais.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias