Segunda-Feira, 21 de Agosto de 2017
Eleições 2016
10/12/2016 11:45:00
Prefeito e vice-prefeito eleitos são presos em Presidente Bernardes

G1/AB

Imprimir

A Polícia Civil prendeu na manhã deste sábado (10) o prefeito e o vice-prefeito eleitos de Presidente Bernardes, respectivamente, Luccas Inague Rodrigues (PP) e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo (PP). De acordo com o delegado Airton Roberto Guelfi, ambos são acusados de coação de testemunhas durante o transcorrer de um inquérito instaurado para investigar supostos crimes eleitorais na campanha municipal deste ano.

Guelfi explicou ao G1 que as prisões preventivas do prefeito e do vice-prefeito eleitos foram decretadas pela Justiça Eleitoral após representação feita pela Polícia Civil, que também contou com parecer favorável do Ministério Público.

Ainda segundo o delegado, ambos foram localizados em suas casas na cidade e levados à Delegacia de Presidente Bernardes para posterior remoção à Cadeia de Presidente Venceslau.

“Após as eleições, foi instaurado um inquérito policial, por requerimento do Ministério Público, para investigar supostos crimes eleitorais na cidade. No decorrer das investigações, testemunhas foram coagidas e, por isso, representamos pela prisão preventiva dos envolvidos, que ficarão à disposição da Justiça Eleitoral, sem prazo definido”, salientou Guelfi ao G1.

O delegado ressaltou que o inquérito policial que investiga supostos crimes eleitorais está em fase de finalização e deverá ser concluído na próxima semana. Na sequência, o conteúdo será disponibilizado à análise do Ministério Público e da Justiça Eleitoral.

A chapa formada por Luccas Inague Rodrigues, que é médico e tem 33 anos, e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo, comerciante, de 49 anos, venceu as eleições municipais deste ano para a Prefeitura de Presidente Bernardes com 3.932 votos, o equivalente a 47,96% dos válidos.

Outro lado O G1 não conseguiu contato com a defesa de Luccas Inague Rodrigues e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias