Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
Esportes
12/03/2018 16:10:00
No São Paulo, Aguirre fala de reforços, vê Diego Souza atacante e explica contrato

Globo Esporte/LD

Imprimir

O São Paulo apresentou seu novo técnico, Diego Aguirre, na tarde desta segunda-feira, no CT da Barra Funda. O uruguaio admitiu a possibilidade de ganhar reforços, falou sobre a posição de Diego Souza (contratado por R$ 10 milhões em janeiro, mas que não tem rendido como o esperado) e garantiu que ficará no clube até dezembro, quando termina seu vínculo, mesmo que receba uma proposta para assumir a seleção uruguaia após a Copa do Mundo.

O diretor-executivo Raí e o superintendente de relações institucionais Lugano estiveram ao lado de Aguirre. E o ex-zagueiro Darío Pereyra, também uruguaio, esteve presente para prestigiar a chegada do novo comandante do Tricolor.

– É um prazer estar aqui e ter assinado com o São Paulo. Estou feliz. É uma oportunidade profissional espetacular – disse Aguirre.

– Tenho certeza que faremos um grande trabalho juntos. Ansioso por começar o trabalho e mostrar no campo o futebol que o São Paulo historicamente tem – completou o uruguaio, que jogou no Tricolor entre 1990 e 1991.

Questionado sobre qual será sua prioridade no comando técnico do São Paulo, Diego Aguirre mostrou confiança em dar ao tima uma nova cara.

– Fundamental é mostrar competitividade. Tem que mostrar atitude, determinação total para ganhar cada jogo. É a primeira coisa que temos de dar ao time. Depois as coisas do futebol, jogo e tática, funcionamento, vamos fazer dentro do campo em cada treino. Mas primeira mensagem ao torcedor é que se sinta representado pelo time que entra em campo – respondeu o técnico.

Aguirre falou também sobre a possibilidade de buscar reforços:

– Tenho de aproveitar ao máximo os jogadores que temos. Vamos transmitir confiança para mostrar no campo o nível que tem. Há conversas que são internas. Não está fechada a possibilidade de algum jogador vir, mas agora não é a prioridade – disse o treinador uruguaio.

– O grupo não é perfeito, mas está adiantado. Uma peça ou outra vamos discutir com a comissão técnica – disse Raí.

Um dos responsáveis pelo acerto com Aguirre, o ex-zagueiro Diego Lugano se disse feliz com a chegada do compatriota. Lugano foi treinado por Aguirre no começo de carreira, no Plaza Colonia, do Uruguai.

– Muito feliz pela presença de Aguirre no São Paulo, por iniciar essa nova etapa, esse novo caminho, onde temos a necessidade e a urgência de encontrar o caminho de melhores resultados. É o que a nossa torcida merece. Tomara que com essa mudança a gente consiga encontrar os resultados – disse Lugano.

Por falar em Uruguai, um dos temas principais da entrevista de Aguirre foi a seleção uruguaia. E o técnico deu sua palavra de que a prioridade é o São Paulo. Recentemente, o Tricolor perdeu Juan Carlos Osorio para a seleção mexicana e Edgardo Bauza para a seleção argentina. Aguirre é um dos cotados para assumir a seleção uruguaia depois da Copa do Mundo, em substituição a Óscar Tabarez.

– A primeira coisa que Raí me perguntou foi sobre a seleção do Uruguai. Eu disse que a prioridade é o São Paulo. Faz muito tempo que se fala no Uruguai que tenho a chance de ser o técnico – disse Aguirre.

Não há uma cláusula no contrato do uruguaio que prevê liberação para o caso de uma proposta da seleção de seu país. Raí confia mais na palavra do técnico do que colocar isso no papel.

– Tenho a palavra do Aguirre, mais valioso do que a cláusula no contrato. Eu o conhecia nos anos 90 e deu para perceber a hombridade e o caráter do Aguirre. Depois não tive mais contato e ficou na memória. O compromisso é que fique ao menos até dezembro. A gente espera que seja mais do que isso – disse Raí.

Aguirre foi questionado em seguida sobre como imagina Diego Souza. Veja o que ele disse:

– Diego Souza é um atacante que pode jogar mais na frente ou atrás. Temos de ver o nível que vai apresentar.

O técnico uruguaio falou ainda sobre o fato de ser o terceiro técnico estrangeiro do São Paulo em quatro anos, na esteira do colombiano Osorio e do argentino Bauza.

– É verdade que sou um treinador estrangeiro, mas joguei aqui, sei como é, treinei Inter, Atlético-MG e sei como são os campeonatos – disse Aguirre.

O São Paulo volta a campo nesta quarta-feira, às 19h30, contra o CRB, em Maceió, pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, no Morumbi, vitória do Tricolor por 2 a 0.

Diego Aguirre viajará para Maceió. Não vai com a delegação, chegará depois, porque precisa resolver questões de visto de trabalho em São Paulo. Mas provavelmente vai acompanhar o jogo contra o CRB das tribunas do estádio Rei Pelé.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias