Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019
Esportes
25/06/2018 10:54:00
Pai de Neymar pede aos “parças” que maneirem nas redes sociais
Apesar de entender as boas intenções, o gestor da carreira do camisa 10 da seleção prefere que seus amigos não busquem o enfrentamento nas redes

Veja/PCS

Imprimir
Neymar Jr e Neymar: pai gerencia a carreira do filho (Foto: neymarjr/Instagram)

Sem ter falado com a imprensa em entrevista coletiva desde a sua apresentação para a seleção brasileira – apenas breves respostas na zona mista, após as partidas –, o atacante Neymar têm preferido usar as redes sociais para se manifestar. Recebe mensagens de apoio de famosos, mas também sofre com a enxurrada de críticas a sua postura dentro de campo.

Em movimento de ação e reação, as vaias virtuais recebem respostas diretas não do atacante, mas, sim, de seus amigos mais próximos, conhecidos mundialmente como seus “parças”.

Isso deve parar após um pedido feito por Neymar da Silva Santos, o grande mentor por trás da carreira do craque brasileiro. O site Globoesporte.com compartilhou neste domingo uma mensagem atribuída ao pai do jogador, pedindo que seus amigos não se manifestem publicamente nas redes sociais.

Leia a íntegra da mensagem:

Pessoal, Neymar pai falando. Gente, segura as redes sociais com xingamentos direcionados a quem quer que seja. Se quiserem apoiar o Juninho, que seja de uma forma positiva de apoio e amizade. Vamos esquecer os antis e seja lá quem for. Vamos vencer essa Copa com a torcida e a premissa de Deus. Sei o quanto vocês amam meu filho e querem protegê-lo, mas essas atitudes só irão contaminá-lo com a mesma revolta, por ele também amá-los. Vamos usar as armas e escudos certos, com oração e fé de que no final tudo dará certo, se Deus quiser. Aos amigos, meu pedido. Abraços, Ney pai”.

Após a vitória contra a Costa Rica, os fiéis escudeiros do camisa 10 da seleção brasileira se revezaram em publicar mensagens elogiosas ao desempenho de Neymar, aproveitando para repetir o tom de enfrentamento da publicação feita pelo jogador horas depois do jogo em São Petesburgo.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias