Sábado, 2 de Julho de 2022
Esportes
21/05/2022 07:34:00
Rebeca Andrade conquista melhor marca do dia e vai à final da trave de equilíbrio

Midiamax/LD

Imprimir

Rebeca Andrade optou por se poupar e abriu mão da disputa no salto, no qual foi ouro em Tóquio, e também no solo no Troféu Brasil de Ginástica. Nada que tirasse seu brilho na competição. Além de disputar a final nas barras assimétricas com amplo favoritismo neste sábado, ela garantiu presença em outra decisão Melhor desta sexta-feira na trave de equilíbrio, ela buscará o ouro no domingo contra a amiga Flavia Saraiva e a experiente Jade Barbosa.

Para chegar à segunda final na competição disputada em Porto Alegre, Rebeca precisou de superação. Flavinha fez bela disputa e chegou a liderar a classificatória.

A campeã olímpica e mundial tirou nota, 14.367, superando por pouco Flavinha, que fez 14.167 após optar por uma série com maior grau de dificuldade (6.0 contra 5.8). Rebeca, contudo, levou a melhor na nota de execução (8.657 contra 8.167). Ambas saíram da trave com um duplo mortal carpado. Jade avançou em terceiro, com 12.933.

Antes da batalha decisiva com Flavia Saraiva, Rebeca compete nas barras assimétricas neste sábado, às 11h20. Flavinha competiu somente na trave, prova em que foi finalista Olímpica na Rio 2016 e em Tóquio 2020. A ginasta está retornando ao circuito depois de uma cirurgia no tornozelo que prejudicou seu desempenho nos Jogos de Tóquio.

No solo, Andreza de Lima foi a melhor, com 13.000, seguida por Carolyne Pedro (12.867), em segundo, e Gabriela Barbosa, terceira com 12.767.

CAIO SOUZA ABSOLUTO

Entre os homens, Caio Souza teve um dia especial em Porto Alegre, ao avançar em primeiro na barra fixa e nas paralelas. Liderou a primeira classificatória com 14.550, seguido pelo campeão mundial em 2019, Arthur Nory (14.300).

Nas paralelas assimétricas, Caio fechou a sexta-feira com 14.350 Chico Barreto (13.500), Arthur Nory (13.300) e Diogo Soares (12 950) avançaram também à decisão de domingo.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias