Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018
Esportes
14/03/2018 10:11:00
Ricardo Rocha explica escolha por Diego Aguirre no São Paulo:

Globo Esporte/LD

Imprimir

A contratação do novo técnico do São Paulo, Diego Aguirre, teve três pilares fundamentais na diretoria: o superintendente de relações institucionais Lugano, o diretor executivo de futebol Raí e o coordenador Ricardo Rocha.

Em entrevista exclusiva ao Troca de Passes nesta terça-feira, direto da concentração tricolor em Maceió, onde o São Paulo encara o CRB na quarta, Ricardo Rocha explicou a escolha pelo técnico uruguaio:

– Aguirre tem tudo para fazer uma grande campanha no São Paulo. É conhecedor do futebol mundial, esteve na Europa para estudar, conhece o futebol brasileiro... É jovem (52 anos), estudioso e competitivo. É exigente também, cobra, mas é conciliador. Ele tem toda a nossa confiança – disse o coordenador de futebol tricolor, que revelou ter tido conversas com Valdívia, Nenê e Anderson Martins, que conheciam o trabalho recente do técnico uruguaio, antes de fechar a contratação.

Em sua apresentação, Diego Aguirre afirmou que os jogadores têm que mostrar atitude. Ricardo Rocha foi além: mais mudanças estão sendo planejadas. Como exemplo, o coordenador citou a confiança que a diretoria depostiva na parceria do técnico uruguaio com o novo auxiliar fixo da comissão técnica, André Jardine, que comandou da equipe sub-20 nos últimos três anos.

– Muitas mudanças vão acontecer. Raí e eu temos dois meses de casa. Lugano, um. A chegada do Jardine é uma grande contratação. Era muito cômodo deixá-lo na base. Essa mudança da base para o profissional é fundamental. Chegou o grande momento dele também estar aqui com a gente – explicou o ex-zagueiro do São Paulo e da seleção brasileira e comentarista do SporTV.

Diego Aguirre não está com a delegação na capital alagoana, pois espera a regularização do seu visto de trabalho, mas participou da montagem do time e viaja nesta quarta-feira para ver o jogo decisivo pela terceira fase da Copa do Brasil. André Jardine comandará a equipe no gramado.

Aguirre assinou com o São Paulo até dezembro de 2018, sem multa rescisória. Ele vai comandar o time no CT da Barra Funda a partir de sexta-feira. A sua comissão técnica terá os auxiliares Juan Verzeri e Raul Enrique Carreras) e um preparador físico (Fernando Pignatares).

Ao Troca de Passes, Ricardo Rocha também citou outros nomes que entraram em pauta no São Paulo antes da definição sobre Aguirre:

– Na busca pelo novo técnico, o Abel (Braga, técnico do Fluminense) também foi muito bem citado, o Vanderlei (Luxemburgo, desempregado) é um ótimo treinador, o próprio Jorginho (também desempregado), mas o consenso foi o Aguirre.

O São Paulo abriu vantagem de 2 a 0 sobre o CRB, no Morumbi. O regulamento da competição nacional mudou este ano: acabou o gol qualificado fora de casa. Se o CRB vencer por dois gols de diferença, leva a decisão da vaga na quarta fase para os pênaltis. O Tricolor paulista pode até perder por um gol de diferença.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias