Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019
Esportes
08/02/2019 16:30:00
Testemunha e herói: segurança do Flamengo que resgatou atletas não segura as lágrimas

Globo Esporte/LD

Imprimir

Lágrimas de quem enfrentou a tragédia para salvar vidas. Benedito Ferreira se transformou em herói em meio a tragédia no Ninho do Urubu na manhã desta sexta-feira. O segurança do Flamengo estava de plantão e foi o primeiro a prestar socorro aos sobreviventes ao incêndio que matou dez jogadores das categorias de base.

Ferreira é citado na ocorrência registrada pelos bombeiros como testemunha número 1 e responsável por auxiliar a saída de dois jovens do local. O documento aponta ainda o monitor Marcus Vinícius Medeiros como outro funcionário presente no local.

O segurança prestou depoimentos na 42ª Delegacia Policial, no Recreio dos Bandeirantes, para esclarecimentos. Em seguida, o GloboEsporte.com entrou em contato com Ferreira, que preferiu não se manifestar sobre o ocorrido.

Durante o curto diálogo, no entanto, o profissional não escondeu a emoção. Ao ser questionado sobre as condições psicológicas em que se encontrava, Ferreira caiu em lágrimas e pediu para encerrar o contato.

Diante de tanta tristeza, o segurança surge como herói que evitou uma tragédia ainda maior. Outro fato determinante para reduzir o número de vítimas foi o cancelamento das atividades das categorias Sub-15 e Sub-17 nesta sexta-feira por conta das chuvas que assolaram o Rio de Janeiro.

Com isso, boa parte dos jovens deixaram os alojamentos no centro de treinamento e seguiram para casa de familiares. Com o Sub-20 de férias, o Flamengo tinha jogadores de 14 a 17 anos hospedados no Ninho no momento da tragédia.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias