Sexta-Feira, 22 de Março de 2019
Geral
12/01/2019 10:19:00
Profissionais da beleza ajudam mulheres a prevenir e combater violência doméstica

G1-MS/LD

Imprimir

Profissionais da beleza de Mato Grosso do Sul são sendo treinados para identificar e ajudar mulheres vítimas de violência. Em pouco mais de um ano, o projeto Mãos Empenhadas, do Tribunal de Justiça do estado capacitou 170 cabeleireiros, manicures, esteticistas; entre outros trabalhadores da área.

“Que ele consiga explicar para vítima quais os tipos de violência que existem na lei, que são previstas, como é um relacionamento abusivo, o que essa vítima pode fazer a partir do momento que ela se vê num relacionamento abusivo e como ela pode fazer para sair desse relacionamento”, disse a coordenadora estadual da Mulher, Jacqueline Machado.

Com o projeto, salões de beleza se transformaram em extensões da Justiça. O cabeleireiro Emmanuel participou do curso e conta que já conseguiu ajudar 10 clientes vítimas de violência.

“Quando a gente vê um roxinho, né? Qualquer coisa chora, então a gente identifica que passou por alguma briga, alguma coisa do tipo né”, afirmou ele.

A manicure Sheila Sandim, ajuda as clientes, inclusive, a registrar o boletim de ocorrência. “ Duas eu levei, pelo fato de ser minhas amigas, não tinham como ir, aí eu levei”, disse Sheila.

O projeto já chegou a outras cidades do país. Em Teresina (PI) e Santarém (PA) a iniciativa foi premiada pelo Ministério dos Direitos Humanos.

“Uma violência psicológica muitas vezes para a mulher pode parecer uma coisa normal. Então o profissional da beleza, com a capacitação lhe dá essa visão, essa oportunidade de explicar a ela o que está acontecendo”, disse a juíza Liliana de Oliveira Monteiro.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias