Terça-Feira, 16 de Julho de 2024
Meio Ambiente
10/04/2024 13:31:00
Emergência ambiental autoriza “vala” de 50 metros para queimas prescritas

CGN/LD

Imprimir

A queima prescrita, prevista no decreto emergencial ambiental, autoriza os produtores rurais de Mato Grosso do Sul a construírem aceiros de 50 metros. O decreto é válido por 180 dias para todo o Estado e foi publicado nesta quarta-feira (10), no Diário Oficial.

Os aceiros são corredores sem vegetação, que servem para evitar que o fogo se propague e atinja outra parte da vegetação, que não estiver incluída na queima prescrita. Antes, a abertura permitida era de apenas 6 metros.

O governador Eduardo Riedel (PSDB) assinou o decreto na manhã de terça-feira (09), durante o 1° Workshop de Prevenção aos Incêndios Florestais.

De acordo com o titular da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia), Jaime Verruck, Mato Grosso do Sul está próximo de atingir o mesmo cenário de 2020, quando 3,5 milhões de hectares foram queimados no Pantanal.

Desde dezembro de 2023, o volume de chuvas está abaixo da média em todo o Estado. A previsão é de que o deficit de precipitação persista e provoque danos ambientais, com ampliação de área seca e intensificação de casos de incêndios florestais.

Em fevereiro, o Campo Grande News adiantou que o Governo do Estado estava analisando a possibilidade de antecipar o decreto, o que realmente ocorreu. Normalmente, o Estado emite alerta de incêndios nos períodos mais secos, marcados de junho a agosto.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias