Domingo, 22 de Outubro de 2017
Mundo Pet
19/08/2017 11:38:00
Fique atento a alguns alimentos proibidos para gatos
Alimentos devem ser mantidos longe do alcance dos bichanos, pois podem causar má digestão, insuficiência renal e anemia severa.

G1/PCS

Imprimir

Quem tem gato em casa sabe o quanto esses bichinhos são independentes, curiosos e famintos. Muitos não resistem a alimentos humanos dando sopa e acabam mandando para dentro. À primeira vista, você pode achar que o único problema foi o bichano ter comido o seu lanche, porém, se essa refeição contiver carboidratos, por exemplo, seu amiguinho enfrentará problemas na digestão.

"Os gatos são exclusivamente carnívoros, captando toda a energia que precisam das proteínas. Sendo assim, não foram desenvolvidos para digerir carboidratos, como arroz, batatas e farináceos", explica o médico veterinário André Luiz Mota da Costa, de Sorocaba (SP).

Amanda Pires, dona do gatinho Cookie, sabe muito bem disso. Ela evita deixar coisas que possam despertar a gula do bichano acessíveis. "Em casa não costumamos deixar nada no fogão e nem em cima da mesa. Também não oferecemos nada para ele comer que não seja a ração, biscoitos e outros alimentos apropriados para gatos, assim reduz o interesse dele por alimentos que seja de nosso dia a dia. Mas preciso dizer que temos sorte também, porque ele é um gato bonzinho e, embora curioso, não fica revirando nada na cozinha. Aconteceu uma vez só dele comer pão, mas foi descuidado nosso mesmo", conta Amanda.

Além dos carboidratos, existem diversos alimentos que causam problemas no organismo dos gatos. Chocolates, abacate, uvas passas e in natura, alho, cebola e alimentos ricos em cafeína devem ser mantidos longe desses animais.

"O chocolate possui a teobromina, substância tóxica para gatos e cães. O abacate, além de ser muito gorduroso, também é tóxico para os felinos. Já a uva pode causar insuficiência renal tanto em gatos como em cães. No caso do alho e da cebola, o composto químico dissulfeto altera a hemoglobina e causa anemia severa. A cafeína, por sua vez, pode gerar problemas cardiovasculares", esclarece o veterinário.

Um dos mitos envolvendo gatos é em relação ao leite. Quem nunca viu nos desenhos animados os gatinhos se lambuzando em uma tigela de leite? Apesar de comum, essa cena não deve se repetir na vida real. "Sei que o leite é um veneno para eles, mas a maioria das pessoas não sabem, já que este alimento é apresentado em desenhos animados e filmes como algo saudável e necessário. Logo as crianças de ontem cresceram associando o leite como um hábito bom. É claro que isso não se refere ao leite materno, afinal eles são mamíferos", observa Amanda.

Caso o seu gatinho tenha ingerido alguma dessas comidas é fundamental procurar um médico veterinário imediatamente. "A melhor ideia é procurar um veterinário, pois apenas ele é capaz de avaliar se o que foi ingerido, qualitativa e quantitativamente, oferece risco real e qual a necessidade de uma intervenção clínica", orienta André.

Os gatos devem comer apenas rações e petiscos feitos especialmente para eles. Em hipótese alguma os bichanos podem se alimentar com ração destinada a outros animais. "Muitas pessoas dão ração canina para gatos. Além de ter carboidratos, a ração canina não tem substâncias essenciais aos gatos, como a taurina, que previne uma série de distúrbios", comenta o veterinário.

Evite acidentes

Como os gatos são animais muito curiosos devemos tomar cuidado com o que eles têm acesso. Além dos alimentos, algumas substâncias presentes em nossas casas podem causar acidentes graves. "A maior preocupação ainda fica por conta das medicações humanas, como o paracetamol e o diclofenaco, que são comuns em nossas casas e podem ser letais aos felinos", alerta André.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias