Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019
Polícia
27/06/2019 15:29:00
Após ataque em Uberaba, 10 criminosos se entregam e polícia apreende fuzis e munição

G1/LD

Imprimir

Após cerca de duas horas de negociação em uma área nas imediações da BR-262, dez criminosos do grupo que atacou uma agência bancária em Uberaba na madrugada desta quinta-feira (27) se entregaram. Sete pessoas, entre elas uma criança de dois anos e um adolescente, mantidas reféns foram liberadas sem ferimentos.

Mais cedo, na ação, a quadrilha de aproximadamente 25 integrantes trocou tiros com policiais militares por mais de uma hora, causando pânico entre moradores da cidade. Duas pessoas foram baleadas e levadas ao hospital – uma jovem atingida por um tiro na cabeça está em estado gravíssimo. Os assaltantes estavam em caminhonetes, carros e caminhões e cercaram as principais ruas do Centro.

Segundo o comandante da 5ª Região da Polícia Militar (5º RPM) em Uberaba, coronel Lupércio Peres Dalvas, com o grupo preso nas imediações da BR-262 foram apreendidos munição, luneta, mira a laser, coletes e vários fuzis, inclusive, um .50. Restrito das Forças Armadas, esse armamento é usado por criminosos e pode perfurar veículos blindados e destruir paredes. Doze veículos usados pelos assaltantes também foram apreendidos.

Informações iniciais da PM apontam que alguns dos presos são de cidades do interior de São Paulo, entre elas Campinas. Eles foram encaminhados à sede da 5ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp). Segundo o coronel Peres, todos vão ser ouvidos durante a tarde pela Polícia Civil.

"A maioria dos presos é de Campinas (SP). Vieram para Uberaba para praticar o crime. Há a hipótese de participação de pessoas da região, mesmo que seja como informantes, como olheiros. Vamos levantar essas informações, repassá-las para a Polícia Civil, que vai investigar e dar continuidade à ocorrência", ressaltou o comandante.

Ainda conforme o comandante, bloqueios estão montados em todas as rodovias da região para capturar mais suspeitos. Helicópteros também estão sendo utilizados nas buscas.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias