Terça-Feira, 21 de Agosto de 2018
Polícia
14/02/2018 11:37:00
'Golpe da Boneca' ameaça expor falsa intimidade de médicos da Capital
Casos são investigados pela Polícia Civil de Campo Grande

CE/PCS

Imprimir

O telefone é sempre o mesmo. E é por meio desse número que médicos de Campo Grande estão sofrendo ameaças de extorsão por uma pessoa que se identifica como travesti do outro lado da linha e exige dinheiro para não tornar supostas relações homossexuais públicas, o que poderia prejudicar os profissionais.

Os casos vem sendo chamado de "Golpe da Boneca", uma referência à forma pejorativa como travestis são chamados na rua.

O último dos crimes do tipo levado à polícia aconteceu na tarde desta terça-feira (13), quando um médico de 32 anos procurou a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário da região central para denunciar a tentativa de extorsão.

No caso dele, o suposto travesti exigiu pagamento de R$ 200 por programa de relações sexuais ou senão iria até seu consultório particular fazer "um barraco".

Assustado com o caso, a vítima fez a transferência para a conta-corrente cujos dados foram passados pelo suposto travesti. Mas como resposta, recebeu a ameaça de que se mais dinheiro não fosse depositado de 15 em 15 dias, as conversas iriam se tornar públicas.

Os casos foram registrados como extorsão e a polícia não havia identificado a pessoa responsável pelas ligações até a publicação desta reportagem. De posse de informações pessoais do dono do telefone usado, ele iria ser chamado para prestar depoimento.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias