Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018
Sonora
11/06/2018 09:12:00
Conselhos exigem de prefeito medidas imediatas para coibir crimes

Sheila Forato

Imprimir
Providências foram pedidas a Enelto Ramos da Silva (Foto: PC de Souza)

Na sexta-feira (8), os conselhos da Comunidade e de Segurança de Sonora divulgaram um manifesto, exigindo pedidas imediatas por parte dos poderes executivo e legislativo para coibir e prevenir crimes bárbaros, como os ocorridos recentemente na cidade.

Em nota os conselhos enfatizam que as organizações criminosas se valem da vulnerabilidade de crianças e adolescentes para aliciar e envolver na participação de crimes, inclusive hediondos, como homicídios, além de assaltos e roubos.

A exigência dos conselhos é que a prefeitura crie projetos sociais que preparem cidadãos de bem, incentivando a cultura e o esporte, proporcionando lazer as crianças e aos adolescentes, que hoje estão a mercê da marginalidade.

Vale lembrar que a cidade de Sonora, localizada no extremo norte de Mato Grosso do Sul, viveu dias de terror no mês passado. Em uma semana um adolescente foi morto a facadas numa praça e uma jovem decapitada num canavial.

Além disso, os conselhos solicitaram:

1 – emprego de empenho político para a nomeação de um número maior de Policiais Civis e Militares no Município, diante do baixíssimo número de efetivo da Polícia Militar e Polícia Civil;

2 – aquisição de um bafômetro para contribuir com desenvolvimento dos trabalhos de fiscalização da Polícia Militar;

3 – implantação de uma equipe multidisciplinar composta por Assistente Social e Psicólogo, para implementar a atuação do Conselho Tutelar, como dispõe o Estatuto da Criança e Adolescente.

4 – mobilização para a implantação do Projeto Patrulha Mirim, com a imediata disponibilização de local e meios para funcionamento.

5 – fomento, através da parceria com a comunidade (comércio, instituições bancárias e empresas de grande porte) para instalação de câmeras de monitoramento na praça central e na entrada da cidade (Avenida João Leite Schimidt).

6 - criação da Casa dos Conselhos, local que servirá de apoio para o correto funcionamento dos diversos Conselhos existentes da cidade (CMDCA, CMAS, CMsaúde, COMAD, etc).

7 – Adaptação do Plano Diretor e da Lei Municipal que regula o funcionamento dos estabelecimentos que realizam comércio de bebidas, para limitar o acesso de crianças e adolescentes às substâncias alcoólicas.

8 – implementação do CAPS (Centro Atenção Psicossocial), para o atendimento especializado de dependentes químicos e da parcela da população dependente de atendimento especializado.

9 - desenvolvimento e aplicação imediata de Projeto Culturais e Esportivos, que tenham a continuidade protegida por projeto de Lei, voltados ao envolvimento de crianças e adolescentes, exemplos:

a) Fundação de cultura e esporte: com aulas de práticas desportivas (vôlei, judô, basquete, etc.), instrumentos musicais (violão, piano, guitarra, etc,), canto e artes plásticas.

b) Viabilidade de implementação AABB Comunidade.

c) Projeto de implementação de Escola de Tempo Integral.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias