Quarta-Feira, 5 de Agosto de 2020
Tecnologia
18/07/2020 12:01:00
Donos de iPhones que ficaram lentos poderão receber US$ 25 nos EUA

OD/PCS

Imprimir

Indenização é parte do acordo entre a Apple e a justiça americana pelo escândalo 'BatteryGate', que reduzia a capacidade da bateria dos aparelhos sem informar os usuários.

Os donos de iPhones nos Estados Unidos podem ser compensados em US$ 25 ( cerca de R$ 134) pela Apple pelos problemas que alguns aparelhos enfrentaram em relação à duração da bateria e perda de desempenho do processador.

A taxa de indenização para alguns usuários se deve ao polêmico escândalo pelo qual a gigante da tecnologia passou. O chamado "BatteryGate" virou manchete no mundo quando donos de aparelhos da marca relatavam que, conforme as atualizações do sistema eram instaladas, os aparelhos ficavam mais lentos e com menos autonomia de bateria.

O caso chegou até à justiça dos Estados Unidos, que decidiu favorável aos consumidores. A Apple, com isso, entrou em um acordo para compensar as vítimas desse problema nos Estados Unidos com o pagamento do valor de US$ 25, até atingir o teto de US$ 500 milhões definido no acordo.

Os usuários de iPhones que apresentaram os problemas estão sendo notificados sobre o processo para receberem o dinheiro. Na época do escândalo, em 2017, donos de iPhones 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, SE, de 1ª geração, além da linha 7 foram os prejudicados.

Apesar do acordo, a Apple nunca admitiu que, de fato, tenha deixado seus aparelhos mais lentos. A empresa, após os escândalos tomarem conta do noticiário, pediu desculpas aos clientes pela falta de transparência e ofereceu a substituição das baterias afetadas por um preço reduzido, além de implantar um monitoramento mais eficaz da bateria no iOS nas versões posteriores.

O problema não afetou apenas os Estados Unidos. Brasil, França, Itália e outros países também investigaram o ocorrido.

Fonte: MacMagazine

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias