Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019
Tecnologia
17/08/2018 18:47:00
Google poderá receber uma nova multa recorde
As práticas de recolher dados de localização sem a permissão dos usuários poderá sair ‘caro’ à tecnológica de Mountain View

NM/PCS

Imprimir
Foto: Arnd Wiegmann / Reuters

No início da semana a Google foi envolvida numa nova polêmica devido a uma investigação da Associated Press. De acordo com a agência noticiosa, a tecnológica de Mountain View guarda a localização dos usuários mesmo quando estes são contrários. Ora, estas práticas podem valer à Google uma nova multa recorde da União Europeia.

A possibilidade parece cada vez mais provável devido às proteções de privacidade que saíram reforçadas depois da entrada em vigor da Lei de Proteção de Dados no espaço europeu. Segundo destaca o BGR, não há indicação que a União Europeia esteja avançando com uma investigação mas, de acordo com relatos de ativistas e defensores de privacidade ao The Register, a verdade é que o Google está enganando os clientes.

Se for considerado como tal pela União Europeia, o Google poderá receber uma multa entre 2% a 4% da sua receita. Tendo em conta que no ano passado empresa já teve uma receita de 109.65 mil milhões de dólares, a nova multa poderá ser de 4.5 mil milhões de dólares.

De recordar que o Google já foi por duas vezes alvo da União Europeia no que diz respeito a multas 'recorde'. Em julho de 2017 a gigante tecnológica recebeu uma multa de 2,42 mil milhões de euros por ter sido considerado que a empresa manipulava os resultados de pesquisa de comércio eletrônico em seu favor. Um ano depois, em julho de 2018, a empresa recebeu uma nova multa - desta vez de 4,3 mil milhões de euros - depois de ser acusada de violar regras europeias para a concorrência e de abusar da sua posição dominante no mercado Android.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias