Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2018
Tecnologia
12/06/2018 11:49:00
Motorista não estava com as mãos no volante em acidente fatal com Tesla
Autoridade de segurança viária disse que ele recebeu alertas visuais e auditivos para colocar as mãos no volante

NM/PCS

Imprimir

O motorista do carro Model X da Tesla, que estava com piloto automático ativado quando sofreu um acidente fatal nos Estados Unidos em março, não estava com as mãos no volante seis segundos antes da colisão, segundo o Conselho Nacional de Segurança nos Transportes dos EUA (NTSB, na sigla em inglês) disse à agência Reuters.

O NTSB publicou, em relatório preliminar, que o motorista de 38 anos, que morreu no hospital logo após o acidente, recebeu dois alertas visuais e um alerta auditivo para colocar as mãos no volante.

De acordo com o relatório, o carro acelerou de 99 km/h para 114 km/h nos três segundos anteriores ao acidente. Cinco dias depois, a bateria de alta voltagem do carro elétrico religou e os bombeiros tiveram que apagar o fogo.

O Autopilot da Tesla é um sistema de assistência ao motorista que lida com algumas tarefas da condução do veículo e permite que os motoristas tirem as mãos do volante. Mesmo assim, a fabricante insiste que os motoristas devem manter as mãos no volante em todos os momentos ao usar o sistema.

A diretoria de segurança está atualmente investigando quatro acidentes envolvendo veículos Tesla desde o ano passado. De acordo com a Reuters, a Tesla se recusou a comentar este relatório do NTSB.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias