Sábado, 18 de Agosto de 2018
Turismo
18/05/2018 16:13:00
Municípios de MS estão em pesquisa sobre turistas estrangeiros satisfeitos
Dados regionais serão informados por ministério no fim do mês

CGNews/PCS

Imprimir
Sul-americanos somaram 63% dos 6,5 milhões de turistas estrangeiros que vieram ao país em 2017 (Foto: Mtur)

Corumbá e Ponta Porã integram pesquisa encomendada pelo governo federal na qual 88% dos turistas estrangeiros entrevistados declararam estar satisfeitos com a sua visita ao país em 2017. Ambos os municípios fazem parte dos dez pontos de entrada terrestre incluídos no levantamento, que ouviu 35.550 pessoas também em 15 aeroportos.

Dados regionais, conforme o Ministério do Turismo, estão sendo finalizados até 28 de maio. Quanto ao panorama nacional, o índice de satisfação é o maior em cinco anos. Positivas as experiências levaram 95,6% dos entrevistados a declarar intenção de retornar ao Brasil.

A hospitalidade (98,1%), alojamento (96,4%), gastronomia (95,7%) e restaurantes (95,5%) são itens que lideram entre os melhor avaliados por visitantes que, no ano passado, foram 6,5 milhões provenientes da América do Sul (63%), Europa (21%) e América do Norte (9%).

Quase metade dos turistas, 2.017.264 (49%), aproveitaram a proximidade do Brasil com os países sul-americanos para ingressar no país por vias terrestres, superando as áreas. Nos demais casos, 63,5% dos viajantes optaram pelo transporte aéreo.

Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz ressaltou em nota que os índices positivos obtidos na pesquisa são resultado do forte investimento em infraestrutura e na qualificação turística. "Exemplo disso é que pudemos observar melhoria da avaliação dos aeroportos que passou de 89,9% para 92% e de sinalização turística que saiu de 80,6% para 83,3%", comentou.

Potencial

O litoral brasileiro permanece como grande atrativo aos 72,4% dos visitantes que declararam ter vindo a lazer em busca de sol e praia. Na sequência, vieram destinos ligados a natureza, ecoturismo e aventura (16,3%), assim como cultura (9%).

"Não podemos negar nossa vocação para o turismo baseado em nossos recursos naturais, não à toa somos o número um nesse quesito segundo o Fórum Econômico Mundial, mas queremos que cada vez mais o turista conheça toda a variedade de atrativos que temos a oferecer, sem esquecer o nosso potencial para o turismo de negócios", defendeu o ministro.

Levantamento

Entrevistas ficaram sob responsabilidade da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Ao todo foram ouvidos 35.550 turistas em 25 locais de pesquisa, sendo eles 15 aeroportos internacionais e 10 fronteiras terrestres.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias