Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018
Veículos
03/02/2018 10:55:00
Triumph Tiger Explorer tem potência sobre 2 rodas e muita eletrônica

CE/PCS

Imprimir

A linha da Triumph trabalha basicamente com três conceitos de motocicleta: esportivos, clássicos e aventureiros.

No caso das esportivas, a Triumph resolveu apostar no Brasil apenas na pequena e ágil Street Triple. Já nas clássicas, a oferta e variedade de modelos mostram a intenção da marca em se destacar no segmento. Mas é entre as aventureiras que a marca britânica consegue se sustentar no mercado brasileiro.

E é do topo desse segmento que fabricante coloca a Tiger Explorer para brigar de frente com a famigerada R 1200 GS, da BMW. Com uma rival com um status tão alto, resta à Triumph caprichar ao máximo. Não por acaso, a Explorer é mais potente, mais tecnológica e tem melhor custo/benefício que a big trail germânica.

No preço, a BMW até igualou a versão XCx da Explorer com a versão Sport , justamente para brigar na faixa de preço até R$ 65 mil, onde o modelo da Triumph está.

Tanto que itens tecnológicos como sistema de suspensão semiativo, computador de bordo, controle de tração e ABS mais sofisticado só aparecem na BMW nas demais versões, que custam cerca de R$ 10 mil a mais. Ou seja: preço da versão de topo da Explorer, a XCa, que traz ainda mais tecnologia.

Encaixado no chassi em aço tubular em treliça está o motor tricilíndrico de exatos 1.215 cc, que rende respeitáveis 137 cv de potência – a GS tem 125 cv – e 12,55 kgfm de torque. Tecnicamente, a Explorer tem soluções clássicas.

O propulsor é gerenciado por uma caixa de câmbio com seis velocidades, tem acelerador eletrônico, injeção eletrônica, embreagem hidráulica com auxiliar de torque e transmissão final por eixo cardã.

A suspensão dianteira é WP invertida ajustável na compressão e no retorno, enquanto a traseira é monochoque WP, também com ajuste nos dois sentidos. Os freios são com disco duplo na frente, simples na traseira.

Notícias relacionadas

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias