Segunda-Feira, 22 de Abril de 2024
Política
13/03/2024 06:45:00
Apoio de Bolsonaro a Nunes afasta 63% de eleitores, contra 42% de Lula a Boulos
O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) é apadrinhado pelo petista na disputa, enquanto o prefeito Ricardo Nunes (MDB), aliado do ex-presidente

EC/PCS

Imprimir
Foto: Getty

Pesquisa do Datafolha divulgada nesta terça-feira, 12, mostra que 63% dos eleitores de São Paulo não vão votar de jeito nenhum em um candidato indicado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na eleição municipal de outubro. Já 42% rejeitam o nome apoiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) é apadrinhado pelo petista na disputa, enquanto o prefeito Ricardo Nunes (MDB), aliado do ex-presidente.

Por outro lado, o apoio de Bolsonaro faz com que 17% dos eleitores paulistanos votem com certeza no candidato indicado por ele. Outros 19% disseram que talvez votariam no político com o apoio do ex-presidente.

A pesquisa aponta também que 24% dos entrevistados pretendem votar no nome apontado por Lula, enquanto 31% talvez escolham o candidato apoiado pelo petista.

A pesquisa ouviu presencialmente 1.090 eleitores na capital paulista na semana passada, nos dias 7 e 8 de março. A margem de erro é de três pontos percentuais e o índice de confiança é de 95%. O levantamento está registrado na Justiça Eleitoral sob número SP-08862/2024.

Grande parte dos eleitores não sabem dos apoios a Boulos e Nunes

A pesquisa Datafolha mostrou também que grande parte dos eleitores não sabem quais são os candidatos apoiados por Lula e Bolsonaro. Segundo o levantamento, 46% não estão informados sobre o apoio do petista a Guilherme Boulos e 63% não conhecem o apoio do ex-presidente a Nunes.

O apoio de Lula e do PT ao deputado federal foi formalizado em agosto do ano passado. A adesão à campanha do pré-candidato do PSOL, que foi derrotado pelo ex-prefeito Bruno Covas (PSDB) no segundo turno das eleições de 2020, sofreu resistência por uma ala petista que defendia uma candidatura própria na capital paulista.

Já o apoio de Bolsonaro a Nunes foi firmado em dezembro. A decisão foi chancelada pelo presidente do PL, Valdemar Costa Neto, que vê no prefeito paulistano o único candidato capaz de medir forças com Boulos e o apoio petista. Em diversos momentos, o ex-presidente deixou claro que preferia que o seu ex-ministro da Agricultura, o deputado federal Ricardo Salles (PL), fosse o seu indicado para a disputa da Prefeitura por estar mais alinhado ideologicamente com o bolsonarismo.

Boulos e Nunes estão empatados tecnicamente em intenções de voto

A pesquisa Datafolha também mostrou que Boulos e Nunes estão empatados tecnicamente em intenções de voto. O pré-candidato do PSOL tem 30%, e o prefeito, 29%. A deputada federal Tabata Amaral (PSB) aparece com 8% das intenções de voto, sendo seguida pela economista Marina Helena (Novo), com 7%. O deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil) tem 4% e o sindicalista Altino (PSTU), 2%. Outros 14% dos entrevistados afirmam que votarão em branco ou nulo e 6% ainda não decidiram em quem votar.

Guilherme Boulos é o pré-candidato com o maior nível de rejeição dos paulistanos, com 34%. Outros 26% dos eleitores dizem que não vão votar em Nunes de forma alguma. Kim aparece com 32%, seguido de Altino, que tem 27%. As pré-candidatas Tabata e Maria Helena aparecem com uma menor rejeição, com 19% e 18%, respectivamente.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias