Domingo, 15 de Setembro de 2019
Cidades
03/06/2019 10:35:00
Hospital Regional de Coxim emitiu 75 cheques sem fundos em 2018, aponta auditoria

Sheila Forato

Imprimir
Foto: PC de Souza/Arquivo

A auditoria realizada pelo governo do Estado no Hospital Regional Álvaro Fontoura, em Coxim, comprova a falta de controle financeiro. Segundo o relatório, somente em 2018, o hospital emitiu 75 cheques sem fundos. As lâminas correspondem a R$ 332.959,06.

Detalhes de alguns cheques estão especificados no relatório da auditoria, realizada entre os dias 26 e 28 de março. São cheques devolvidos por falta de fundos de R$ 45,00 até R$ 48 mil. Apesar da auditoria ter sido feita apenas em dois anos, 2017 e 2018, outros problemas foram apontados.

Entre esses problemas está a falta de controle em relação ao estoque de produtos no almoxarifado do HR de Coxim. Também não existe inventário de materiais permanentes, comprometendo a veracidade do saldo da conta contábil apresentado no balanço patrimonial da fundação.

A folha de pagamento é outro problema que merece atenção, pois, nos dois anos citados, o hospital realizou pagamentos diferenciados a funcionários com atribuições equivalentes sem justificativas. É como se eu e você exercêssemos a mesma função dentro do HR de Coxim, mas, apenas um de nós recebesse assiduidade, gratificações ou produtividade.

Todo esse conjunto de falhas levou a fundação a se afundar em dívidas, que hoje ultrapassam R$ 9,6 milhões, conforme revelou a audiência pública para debater a crise financeira do Hospital Regional de Coxim. Medidas drásticas, de contenção de despesas e aumento de receitas, terão de ser tomadas para que o único hospital que atende toda a região norte de Mato Grosso do Sul não feche as portas para o cidadão que não tem condições de pagar um plano de saúde.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias