Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024
Ciência e Saúde
14/11/2023 08:01:00
Hospital Regional de Coxim eleva de 80 para 120 o número de cirurgias ao mês
Outra boa notícia é que em dezembro o hospital volta a fazer cirurgias por vídeo

Da assessoria/SF

Imprimir
Foto: AsCom HRCX

Com a reestruturação do centro cirúrgico, aquisição de novos equipamentos e reorganização da equipe, o Hospital Regional Álvaro Fontoura Silva conseguiu elevar consideravelmente os procedimentos realizados em Coxim. De 80 cirurgias ao mês, o número saltou para 120, em média.

Foto: AsCom HRCX

São cirurgias gerais, que incluem hérnias, colelitíase (pedra na vesícula), hemorróidas, diverticulites, úlceras, cistos e traumas. Também são realizadas cirurgias ortopédicas, oftalmológicas, de otorrinolaringologia (ouvido, nariz e garganta) e de ginecologia e obstetrícia.

A maioria dos procedimentos é realizado de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Entretanto, as cirurgias de urgência e emergência não tem hora para acontecer e sempre tem uma equipe a postos para atender a demanda.

Os números são comemorados pela direção do Hospital Regional. O diretor-geral, Devanir Rodrigues Pereira Junior, informou que a equipe, composta por mais de 10 médicos nas diversas especialidades cirúrgicas, já chegou a fazer 180 procedimentos ao mês, por conta da alta demanda.

“Vamos continuar trabalhando para reduzir a fila de espera de cirurgias eletivas. Para tanto, temos firmado parcerias com o governo do Estado, por meio de projetos, como o “MS Saúde: Mais Saúde, Menos Filas”, que realiza mutirões em diversos municípios de Mato Grosso do Sul”, explicou o diretor-geral.

O número ainda não está fechado, mas, de acordo com a diretora de Atenção à Saúde, enfermeira Fernanda Berigo, Coxim está atendendo toda região norte através do programa citado acima, além de outros municípios do Estado regulados via sistema de projeto.

Outra boa notícia é que em dezembro o Hospital Regional volta a fazer cirurgias por vídeo (videolaparoscopia), segundo a responsável técnica do Centro Cirúrgico, enfermeira Maysa Pizi Bonini. “É uma forma menos invasiva, que traz diversos benefícios aos pacientes, como menor risco e recuperação mais rápida”, ponderou a enfermeira.

Vale lembrar que, além de Coxim, o Hospital Regional atende a demanda de baixa e média complexidade de outros quatro municípios – Alcinópolis, Pedro Gomes, Rio Verde e Sonora. No ano passado, Coxim atendeu 44 municípios do Estado por meio do programa “Opera MS”, do governo do Estado, reduzindo a fila de cirurgias eletivas acumuladas em decorrência da pandemia de Coronavírus (Covid-19).

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias