Quarta-Feira, 17 de Outubro de 2018
Polícia
07/01/2018 20:30:00
Policial dispara contra um homem e é esfaqueado por outro no bairro Piracema
A situação das duas vítimas é considerada grave, o policial chegou a ficar com as vísceras expostas

Sheila Forato

Imprimir
Foto: Alisson Silva

Uma grande confusão tomou conta do bairro Piracema, em Coxim, na noite deste domingo (07). Por conta disso, duas pessoas ficaram gravemente feridas. Uma delas é o policial militar, lotado no estado Mato Grosso, Elton Brasilino Santana, de 34 anos, que foi esfaqueado ao ponto de ficar com as vísceras expostas.

Socorrido pelo Corpo de Bombeiros e SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), ele foi levado para o Hospital Regional Álvaro Fontoura, mas deve ser transferido para Campo Grande.

Ainda não se sabe quem esfaqueou o policial, mas a ação na verdade foi uma reação a atitude dele, que disparou um tiro contra João Carlos Gino Feitosa, de 34 anos, que foi socorrido por uma equipe da ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior), também sendo levado para o HR.

As primeiras informações dão conta de que a confusão começou em uma conveniência do bairro. O policial estaria discutindo com uma mulher, com quem teria um relacionamento amoroso. Feitosa não gostou do que assistiu e teria saído em defesa da mulher, foi quando recebeu o tiro.

Foto: Alisson Silva

Em seguida, um outro homem ainda não identificado desferiu as facadas em Brasilino. O local ficou tumultuado, muitas pessoas se aglomeraram, dificultando o trabalho de quem socorria, da imprensa e até mesmo da polícia.

Pouco tempo depois, o irmão do policial, que também é da Polícia Militar, deu outra versão por telefone. Ele contou que seu irmão estava no bar quando um casal começou a discutir e ele tentou intervir. Pelo menos três pessoas foram para cima de Brasilino e a mulher teria desferido a facada, foi quando ele sacou o revólver, de calibre 38 e atirou.

As polícias Militar e Civil ainda estão envolvidas na ocorrência, tentando identificar e localizar os envolvidos e testemunhas. A mulher e testemunhas devem ser levadas para a delegacia, onde devem prestar esclarecimentos à polícia.

*editado para acréscimo de informações

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias