Terça-Feira, 16 de Julho de 2024
Economia
23/04/2024 06:24:00
Alcinópolis e Figueirão poderão abrigar a quinta fábrica de celulose de Mato Grosso do Sul
Correndo atrás cidades não param no tempo e buscam a instalação da fábrica na região

AN/PCS

Imprimir
Novas negociações indicam a instalação da quinta fábrica de celulose no estado será entre Figueirão e Alcinópolis (Foto: Suzano)

Mato Grosso do Sul pode estar à beira de um avanço industrial significativo com a possível instalação de uma nova fábrica de celulose entre Figueirão e Alcinópolis. Este empreendimento, fruto de negociações com a multinacional Portucel, seria a quinta instalação desse tipo no estado, a quarta na região, prometendo fortalecer sua posição como potência global no setor de papel e celulose.

Com a região já abrigando três instalações produtivas, já que Três Lagoas conta com duas, Suzano com duas linhas de produção e a Eldorado com uma linha, mas com projeto de expansão em andamento. A nova fábrica não só aumentaria essa contagem para quatro, mas também traria tecnologias avançadas e práticas sustentáveis de manejo ambiental. Autoridades e investidores destacam o potencial transformador do projeto, que inclui a geração de empregos e melhorias na infraestrutura e qualidade de vida local.

Os preparativos para o início das obras estão em fase avançada, com expectativas de que a construção comece ainda este ano, gerando um robusto ciclo de emprego já nas suas fases iniciais. Com a conclusão prevista para os próximos anos, a região do Bolsão se prepara para uma nova era de prosperidade impulsionada por tecnologia, sustentabilidade e inovação.

O Estado de Mato Grosso do Sul tem se destacado como uma potência crescente no setor de celulose no Brasil. A região tem atraído grandes investimentos devido às suas condições favoráveis, que incluem clima adequado, vasta disponibilidade de terras aptas para o cultivo de eucalipto e uma localização estratégica para a exportação. Empresas de grande porte têm instalado suas fábricas no estado, aproveitando a infraestrutura logística.

As empresas envolvidas na produção de celulose têm investido em tecnologias para reduzir o impacto ambiental e promover o manejo sustentável das florestas. Isso inclui o reflorestamento e a utilização de técnicas que asseguram a conservação do solo e da água. Essas iniciativas não apenas reforçam o compromisso ambiental do estado mas também melhoram a sua imagem no mercado global, onde há uma demanda crescente por produtos de origem sustentável.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias