Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Educação
13/03/2018 08:29:00
“Curso de Direito na UFMS de Coxim está prestes a se tornar realidade”, anuncia Franciel

Sheila Forato

Imprimir
Foto: Gerson Walber

Há pouco mais de um ano, o então vereador Franciel Oliveira (PSB), atualmente secretário de Saúde, assumiu o compromisso com a população de Coxim de tentar viabilizar o curso de Direito para o município. De lá pra cá ele ganhou o apoio de muita gente, assim como de instituições respeitadas pela sociedade.

Nesta segunda-feira (12), essa luta ganhou o apoio da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil), durante reunião realizada em Campo Grande. Conforme Franciel, a expectativa é que a abertura do curso na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) seja anunciada em abril, quando Coxim faz aniversário.

“Estou feliz. Tenho uma filha que precisou deixar Coxim para cursar Direito na capital, mas, tenho fé em Deus que vamos mudar essa realidade. Estamos confiantes que a partir do próximo ano teremos muitos coxinenses cursando Direito aqui, sem precisar sair de casa”, aposta.

Franciel aproveitou para relembrar o início da luta, que foi numa audiência pública realizada em seu primeiro mandato como vereador (2013 a 2016). De acordo com ele, o primeiro passo era ouvir a população, saber quais eram os anseios daqueles que sonham em estudar, de seus pais que não tem condições de arcar com os custos dos filhos morando fora.

Foto: Divulgação

Em junho do ano passado uma comitiva de Coxim, puxada por Franciel, entregou uma carta proposta aos reitores da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), Fábio Edir dos Santos, e UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Marcelo Augusto Santos Turine.

Além dos parlamentares, assinaram o documento representantes do poder executivo, da Justiça estadual e federal, assim como do Trabalho, Ministério Público estadual e federal, Defensoria, Corpo de Bombeiros, polícias Civil, Militar, Militar Ambiental, Procuradoria Estadual, Prefeitura e OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil), seccional de Coxim.

Depois disso, representantes de Coxim voltaram a se reunir na Capital, desta vez com o governador Reinaldo Azambuja e o ministro da Educação Mendonça Filho e reiteraram o pedido, solicitando a liberação do código para abertura do curso em Coxim.

Foto: Rachid Waked

A mobilização coxinense surtiu efeito, tanto que a UFMS já sinalizou para a abertura do curso, inicialmente como uma extensão de Campo Grande, com uma turma. “Faltava apenas o aval da OAB/MS, mas, o presidente Mansour Elias Karmouche, já se encarregou de enviar um documento para a Universidade Federal”, adiantou Franciel.

“Quero agradecer o empenho de todos nessa luta. Um sonho que parecia impossível está se tornando realidade, porque sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade. Não vou nominar para não cometer injustiça, mas esse projeto teve o apoio de todos aqueles que lutam, de fato, pelo desenvolvimento de Coxim, por aqueles que trabalham para fortalecer nossa cidade como um polo de educação”, finalizou Franciel Oliveira.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias